O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária no segundo trimestre de 2012, que cresceu 4,9% em relação ao primeiro trimestre do ano

O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária no segundo trimestre de 2012, que cresceu 4,9% em relação ao primeiro trimestre do ano, mostra que o setor tem contribuído para o crescimento do País, num cenário de crise internacional que tem prejudicado o desempenho de outros setores da economia. A avaliação é da presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu.

Lembra que os produtores preparam-se para plantar uma safra recorde, produção que vai contribuir para o crescimento da economia brasileira, especialmente em 2013. “Grãos e carnes produzidos pelo Brasil vão suprir o consumo interno e abastecer o mercado externo, que demandará alimentos por conta da seca que tem prejudicado a produção dos Estados Unidos e nos países do Leste Europeu”, afirmou.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta sexta-feira (31/08), o resultado do PIB do País no segundo trimestre do ano, cujo crescimento foi de 0,4% na comparação com o primeiro trimestre de 2012. A agropecuária cresceu 4,9% nessa comparação, enquanto o setor de serviços cresceu 0,7% e a indústria teve queda de 2,5%. O desempenho das lavouras no 2º trimestre impulsionou o resultado da agropecuária.

A presidente da CNA lembra que o crescimento da agropecuária reflete o desempenho da safra de cereais, fibras e oleaginosas, de colheita relevante no segundo trimestre e estimada em 165,92 milhões de toneladas, resultado 1,9% superior à produção da safra 2010/2011. Um dos destaques é a safra de milho (primeira e segunda safra), que cresceu 26,8%, de 57,4 milhões de toneladas em 2010/2011, para 72,7 milhões de toneladas em 2011/2012. O café também apresenta aumento de 16% da produção, de 43,4 milhões de sacas para 50,4 milhões de sacas.

Na comparação com o segundo trimestre de 2011, o PIB do País cresceu 0,5%. Novamente a agropecuária se destaca, com o crescimento de 1,7%, também justificado pelo aumento da produção. “Estes resultados sinalizam a recuperação do setor agropecuário neste segundo trimestre, diante da queda de 7,5% no primeiro trimestre de 2012 quando comparado com o último trimestre de 2011”, afirmou a presidente da CNA. A expectativa é que o setor mantenha este desempenho no terceiro trimestre do ano, com o aumento dos preços praticados no mercado e ainda em função do final de colheita.

Fonte: Canal do Produtor