É a primeira vez, em nível nacional, que as importações excedem as exportações

tora-boliviaO valor das exportações de madeira da Bolívia diminuiu 0,8% em relação ao mesmo período de 2013 e as importações estão crescendo de forma constante, aumentando 9,4%. A balança comercial no primeiro semestre de 2014 ficou negativa, com uma diferença de US$ 71.299 mil. É a primeira vez a nível nacional que as importações excedem as exportações.

De acordo com Erwin Vargas, presidente do Departamento Comercial da Câmara Florestal da Bolívia, o destaque é a recuperação do mercado dos Estados Unidos da América, que cresceu cerca de 27% em compras de produtos de madeira da Bolívia , o que representa pouco mais de um terço do total das exportações do país. Isso torna o principal destino das nossas exportações. Por outro lado, as importações têm crescido, enquanto as do Brasil não cresceram muito, representando quase 60% do total das importações.

Estados Unidos se tornam maior comprador de madeira boliviana

Das exportações de madeira, os EUA adquiriram 34,4% do total, ou seja, US$ 11,5 milhões com um crescimento de 27% em relação ao mesmo período de 2013, porém, seguido de longe pela China com US$ 4,4 milhões e 64% de crescimento. Em terceiro lugar aparece o Brasil com US$ 1,9 milhões – um aumento de 80,2%.

Os 10 países que mais compram a madeira da Bolívia são EUA, China, Brasil, Chile, Venezuela, Itália, Alemanha, México, Hong Kong e Argentina, o que representa 81% do total das exportações

Fonte: Câmara Florestal da Bolívia