MT desmatou 29% da área total entre 7 estados e lidera ranking nacional. Área total de florestas degradadas na Amazônia Legal soma 1 mil km².

Dentre os 7 estados da Amazônia Legal, MT foi o que mais desmatou em outubro (Foto: Imazon)
Dentre os 7 estados da Amazônia Legal, MT foi o que mais desmatou em outubro (Foto: Imazon)

Uma área de 230 quilômetros quadrados foi desmatada no mês de outubro deste ano nos estados que compreendem a Amazônia Legal, conforme dados divulgados pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e registrados pelo Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD). A área equivale a pouco mais de 32 campos de futebol com 105 x 68 metros, mesma dimensão do campo da Arena Pantanal, em Cuiabá.

Mato Grosso foi o estado onde mais ocorreram desmatamentos na Amazônia Legal. O estado foi responsável por desmatar 29% de uma área total desmatada de 230 km² registrados pelo Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) nesse mês. A porcentagem equivale a 66,7 km².

O desmatamento remove totalmente a floresta para que a terra seja transformada em pastagens, áreas de cultivos agrícolas, mineração, ou mesmo, para fins de urbanização.

A Amazônia Legal está em sete estados do país. O segundo estado que mais desmatou foi Rondônia (26%), seguido por Pará (24%) e Amazonas (16%). A menor ocorrência foi registrada em Roraima (2%), Tocantins (2%) e Acre (1%).

Apesar de Mato Grosso continuar na liderança, Tocantins foi o estado onde ocorreu maior aumento de janeiro a outubro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. A variação foi de 2.500%. De apenas 1 km quadrado de desmatamento, subiu para 25. Já o Acre teve redução na área desmatada, de 65 metros quadrados para 11.

No entanto, a área total desmatada em outubro deste ano é 5% menor com relação à área de outubro de 2014, quando o desmatamento somou 244 km².

De agosto a outubro de 2015, os três primeiros meses do calendário oficial de medição do desmatamento do Imazon, o desmatamento atingiu 875 km². A área é 19% menor em relação ao mesmo período em 2014, quando foram desmatados 1.082 km².

Degradação
Já a área total de florestas degradadas na Amazônia Legal somou 1.009 km² em outubro de 2015. A degradação é causada pela retirada de parte das árvores ou da cobertura vegetal pela atividade madeireira ou queimadas florestais.

Se compararmos a degradação florestal da Amazônia Legal entre os meses de outubro de 2014 e outubro de 2015, podemos observar que a área degradada no mês em 2015 cresceu 115%, pois no ano passado chegou a 468 km².

Fonte: G1