Projeto Gralha Azul existe desde 2005 e acontece através de uma parceria entre a Risotolândia Serviços de Alimentação e a Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado do Paraná

Até o momento, uma média de 900 mil mudas foram plantadas.
Até o momento, uma média de 900 mil mudas foram plantadas.

Além de contribuir com a preservação do meio ambiente o projeto Gralha Azul tem como objetivo reinserir detentos da Colônia Penal Agroindustrial do Paraná na sociedade por meio da profissionalização. A cada três dias de atividades nos canteiros do projeto, um dia da pena é reduzido. A iniciativa foi idealizada em 2005 através de uma parceria entre a Risotolândia Serviços de Alimentação e a Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado do Paraná.

Segundo informações da Risotolândia, devem ser plantadas e cultivadas 15 milhões de mudas de Araucária em um período de 20 anos. Até o momento, uma média de 900 mil mudas foram plantadas.

“A preocupação com a cidadania e a natureza sempre foram prioridades na nossa empresa. Acreditamos que para bem atender nossos clientes é preciso muito mais do que oferecer refeições de qualidade e com segurança. Nós também precisamos trabalhar para garantir a qualidade de vida da sociedade e, principalmente, das futuras gerações”, comenta o diretor superintendente da empresa, Carlos Humberto de Souza.

Entenda o projeto

O nome do projeto faz alusão à ave que assim como o Pinheiro Araucária também é um ícone do Paraná, a Gralha Azul. Diz a lenda que a gralha-azul é um pássaro precavido. Em tempos de abundância de pinhões, ela enterra alguns deles para que na época de escassez de alimento tenha o que comer.

Dizem ainda que ela às vezes esquece os lugares que usou para armazená-los e, assim, nascem novos pinheiros. Por esse motivo não devemos matá-la ou aprisioná-la, pois ela é importante na recomposição das florestas destruídas. Nos campos de vegetação rasteira formam-se galpões de pinheiros graças à Gralha Azul, que gosta de enterrar os pinhões em lugares úmidos. Ela é capaz de plantar até três mil pinheiros por hectares.

Os canteiros das mudas do projeto Gralha Azul estão localizados na Colônia Penal, no município de Piraquara, e os detentos trabalham sob a orientação de Engenheiros Florestais para cultivar as mudas até o desenvolvimento necessário para serem distribuídas. As mudas de Araucária são feitas para órgãos públicos, entidades filantrópicas e também para a comunidade visando a recuperação de áreas devastadas, dando prioridade ao estado do Paraná.

Risotolândia

Há 60 anos no mercado de refeições coletivas a Risotolândia atende diariamente mais de 350 mil crianças com alimentação diferenciada, preparadas por nutricionistas altamente capacitadas. Além de fornecer alimentos, a empresa também desenvolve diversos programas de educação nutricional e campanhas educacionais que envolvem educadores, diretores, crianças e pais, com o objetivo de orientar para hábitos de alimentação mais saudáveis.

Fonte: Painel Florestal