Emater estima 1,5 milhão de novas plantas em Campos Gerais. Agricultor comercializa cada muda por R$ 0,50.

Do Globo Rural – O bom preço do café está provocando uma corrida em busca de novas mudas em Minas Gerais.

Na esperança de que o mercado se mantenha compensador, os produtores voltaram a investir na renovação dos cafezais. Em uma fazenda em Santana da Vargem, que emprega 120 trabalhadores, a meta é plantar 400 mil mudas de café em 100 hectares até fevereiro.

O cafeicultor Antônio Santos, que está otimista, tem a intenção de manter uma média de safra anual. “A ideia é ter 100 hectares produzindo e 100 hectares que serão podados”, diz.

O agricultor Sebastião Cardoso está aumentando a área plantada da fazenda em Três Pontas. São mais de 100 mil pés. O trabalho começou há 15 dias e, aos poucos, o pasto se transforma em lavoura de café.

A Emater estima que em Campos Gerais haja um crescimento de 500 hectares de área plantada com café este ano, o que representa 1,5 milhão de novas plantas.

O crescimento das lavouras de café na região pode ser medido também nos viveiros que produzem as mudas de café. Quem deixou para comprar na última hora pagará mais caro pela planta e corre o risco de ficar sem o produto.

O agricultor Elias Pereira diz que vendia cada muda por R$ 0,35. Agora, a planta sai por R$ 0,50. Ele comercializou mais de um milhão de mudas e outras 500 mil estão encomendadas.

Fonte: G1 - Globo