As árvores também são menores e facilitam a colheita da pinha. A técnica utilizada pela instituição é simples e fácil, é a enxertia.

materia_pinhaoA Embrapa Floresta do Paraná desenvolveu uma técnica para produção precoce de pinhões. A pesquisa utiliza o processo de enxertia. Quando as mudas estão com mais ou menos um ano de idade, elas estão prontas para receber o broto de uma Araucária mais velha e assume a idade da ‘Araucária mãe’. Para isso é preciso pegar um broto no topo da árvore.

Nessa técnica é possível escolher as características que a nova Araucária vai ter. Uma forma de planejar a produção com mais eficiência.. “É uma pesquisa ótima, que favorece a relação do produtor com o cultivo de pinhão”, diz o agricultor Cleverson Coradin.

Essa alternativa de cultivar Araucárias que dão pinhões com a metade do tempo de uma convencional e que produzem árvores menores, facilitando a colheita, pode ajudar no combate a extinção da árvore símbolo do Paraná.

O pesquisador Ivar Wendling, da Embrapa, ensina o processo da enxertia. Para conferir o passo a passo assita ao vídeo na íntegra.

Fonte: G1