Planejamento, organização e controle são ferramentas básicas para uma boa administração

O controle gerencial é uma ferramenta que vem ganhando espaço na rotina de trabalho do produtor rural. Sem controle de gastos, o proprietário de uma fazenda, por exemplo, não sabe quanto ganha ou, sequer, se ganha. Uma alternativa que tem dado certo é a assessoria de profissionais especializados. Para conhecer melhor o funcionamento deste trabalho, o Técnica Rural foi a Minas Gerais, na região de Belo Horizonte, ver os resultados das atividades de um grupo de técnicos em uma propriedade leiteira.

O conceito de como melhor gerenciar uma propriedade vem mudando ao longo dos anos, em consequência das alterações no ambiente rural. Muitos produtores já obtêm êxito na organização de suas fazendas, mas outros ainda precisam de muito esforço para acompanhar a realidade. Algumas dicas podem fazer diferença para o sucesso do empreendimento: é importante lembrar que uma fazenda é uma empresa e deve ser administrada como tal, a quantificação e monitoramento dos índices produtivos também são fundamentais para que metas sejam traçadas.

Um exemplo de índice para ser monitorado em uma propriedade leiteira é a eficiência reprodutiva do rebanho. A eficiência reprodutiva é de extrema importância e está relacionada ao aumento de nascimentos de crias, maior evolução do ponto de vista produtivo e, consequentemente, maior produção de leite por vaca.

Na atividade de consultoria, a primeira etapa é o diagnóstico, que consiste em encontrar a viabilidade técnica, econômico-financeira e empresarial da propriedade. Logo após, são estabelecidos os itens de despesa e custo e são traçadas as metas de cada conta gerencial. Fazer um planejamento a médio ou longo prazo também facilita o trabalho, pois assim, é possível saber quais decisões tomar, metas a serem alcançadas e o caminho a trilhar para isso.

Os técnicos salientam que o treinamento e a capacitação dos funcionários é a base para melhorar os índices – pouco adianta ter boas ferramentas gerenciais e elevado conhecimento técnico se a propriedade não tiver uma equipe muito bem formada. Os profissionais também atentam para o diagnóstico da qualidade da produção, neste caso, do leite. Para alcançar um produto com alto padrão é importante saber quais os problemas e o que fazer para resolvê-los.

A equipe precisou reorganizar as áreas de pastagem para ajustar a alimentação do rebanho e ampliar a produção. Para que os animais conseguissem expressar o seu potencial genético foi preciso fazer investimentos, como a compra de uma nova sala de ordenha e um vagão de dieta total. Antes do trabalho de consultoria esta fazenda produzia 2.500 litros de leite por hectare em um ano, ou seja, 700 litros de leite por dia em uma área de 100 hectares, cerca de 10% abaixo do seu potencial produtivo. Depois do auxílio recebido pelos técnicos, a empresa passou a produzir em média 900 litros por dia. Segundo o gerente da fazenda, todos os outros índices também foram melhorados, desde a qualidade do leite, até o aumento direto nos lucros.

E para atender o produtor rural a InvestAgro dispõe de uma equipe multidisciplinar com uma excelente prestação de serviços, clique aqui e confira.