Problemas na declaração do estoque e venda irregular geraram as multas.

Empresa foi multada após fiscalização em Lins (Foto: Polícia Ambiental).
Empresa foi multada após fiscalização em Lins (Foto: Polícia Ambiental).

A Polícia Militar Ambiental multou uma madeireira em mais de R$ 160 mil por infrações referentes a falta de declaração do material em estoque e também venda irregular de madeira em Lins (SP).

As irregularidades foram encontradas durante fiscalização neste final de semana. Pelo estoque maior do que o declarado, a empresa foi autuada em R$ 46.734,24. Já por vender madeira e não declarar a venda de tal produto em sistema apropriado, o estabelecimento recebeu multa de R$ 116.068,00.

A fiscalização faz parte das ações da Polícia Ambiental para coibir as irregularidades quanto ao comércio de madeira e incentivar o cumprimento da legislação ambiental.

De acordo com os policiais, uma das normas não atendidas e que gera autuação por parte da PM Ambiental em madeireiras é não efetuar diariamente no sistema conhecido como DOF (documento de origem florestal) entrada e saída de produtos florestais (madeiras) ocasionando autuações e podendo gerar até o bloqueio da empresa, em certas situações.

Ainda segundo a Polícia Ambiental, o Sistema DOF é uma ferramenta federal usada no combate à exploração, transformação, transporte, comercialização, armazenamento de produtos de origem florestal, provenientes de desmatamento ou retirada ilegal de madeira.

Fonte: G1