A queda de 27,1% nas exportações brasileiras para a Argentina vem preocupando os parlamentares brasileiros

A queda de 27,1% nas exportações brasileiras para a Argentina vem preocupando os parlamentares brasileiros. Eles cobram do governo uma resposta mais forte às barreiras impostas pela Argentina, que vem prejudicando principalmente o Rio Grande do Sul.

A ida da Jonh Deere, que produz máquinas agrícolas, para a Argentina também tem preocupado a bancada gaúcha, e a instalação de uma CPI do Mercosul ganha força.  “O volume de mercadorias retido nas alfândegas do Sul do País mostra o resultado de uma  política protecionista adotada pela Argentina. A cada mês aumenta o número de  barreiras comerciais aos produtos brasileiros.

E isso não é novidade para as indústrias gaúchas”, afirmou a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS), assinalando que “a exportação de móveis brasileiros para a Argentina caiu 70% e foram vendidos 80% menos tubos de  ferro para a Argentina, no último mês. Mas principalmente as exportações de carne suína,  máquinas agrícolas e  calçados vêm tendo problemas mês a mês. Os números que apresento são preocupantes”, disse Ana Amélia.

Fonte: Jornal do Comércio