O consumo mundial de suco de laranja recuou 12,3% de 2003 a 2012

laranjaO consumo mundial de suco de laranja recuou 12,3% de 2003 a 2012. A queda se intensificou durante o ano de 2012. Isso é o que aponta o levantamento realizado pela empresa de pesquisas Markestrat, a partir de dados da empresa de embalagens Tetra Pak e da consultoria Euromonitor. De acordo com os dados da pesquisa, encomendada pela Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos, CitrusBR, a demanda pela bebida nos 40 principais mercados compradores do produto em 2012 recuou 4,7% em relação ao ano anterior, registrando 2,127 milhões de toneladas. Essa foi a maior redução anual desde o início da série. “Infelizmente, nos últimos anos temos observado que o suco de laranja vem registrando enfraquecimento da demanda, principalmente pela forte concorrência com outras bebidas como energéticos, multivitamínicos, águas saborisadas, entre outros”, ressalta o diretor executivo da CitrusBR, Ibiapaba Netto.

Levando-se em conta a queda de volume de suco de laranja consumido, de 2003 a 2012, cerca de 320 milhões de caixas de laranjas deixaram de ser consumidas na forma de suco. Ao se fazer a conversão de caixas de laranja para suco concentrado, percebe-se que o mundo consumiu menos 1,3 milhão de toneladas. “É como se o mundo deixasse de consumir todo o suco produzido numa safra brasileira, durante um ano”, explica. Para se ter uma ideia, esse volume é superior ao total de laranjas que devem ser produzidas na safra 2013/2014, cuja produção nacional é estimada em 268 milhões de caixas.

De acordo com os dados, a tendência de queda continua acentuada nos países tradicionais compradores de suco de laranja. Na Europa, principal destino das exportações brasileiras, a queda no consumo no período analisado chegou a 11%. Nos países da América do norte, a baixa acumulada chegou a 27%. Só na Alemanha, um dos principais consumidores do suco brasileiro, a queda foi de 34%. “Essa queda no consumo é o principal fator de crise no setor. Precisamos buscar formas de fazer com que esses mercados voltem a beber suco de laranja nas quantidades que eles já consumiram no passado”, alerta o executivo.

Visto como um mercado em potencial, o consumo de suco de laranja no Brasil continua incipiente. Dados do estudo mostram que o consumo brasileiro de suco de laranja concentrado em 2012 foi de 55 mil toneladas, o que representa pouco mais de 3% do total de consumido. Recentemente duas propostas levadas pelo setor citrícola ao governo federal, que poderiam viabilizar o crescimento desse mercado, não obtiveram sucesso. No dia 10 de julho, o Diário Oficial publicou a decisão do governo de vetar a inclusão do suco de laranja concentrado como item da cesta básica.

Fonte: DCI