Mendes Ribeiro Filho participou da abertura da 29ª Festa da Uva, em Caxias do Sul

Durante visita a Caxias do Sul, onde participou da abertura da 29ª Festa da Uva, o ministro da Agricultura e do Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, desconsiderou o contigenciamento anunciado pelo governo federal e que traz redução na previsão de gastos para este ano. Para tranquilizar o setor, ele afirmou que “não faltará dinheiro para a agricultura”. “Fui presidente da Comissão de Orçamento da Câmara e sei que essa é uma peça de ficção. Com o contigenciamento, os recursos estarão apenas guardados para dificuldades que podem haver no futuro”, confirmou o ministro.

Apesar da pressão dos representantes da produção de vinho da região serrana e da expectativa de que o governo adotaria medidas mais significativas para proteger o produto nacional em relação à concorrência estrangeira, o ministro apenas afirmou que está havendo um trabalho para garantir uma disputa equilibrada pelo mercado consumidor. Mendes anunciou que em breve deverá ser publicado o ato normativo sobre a rotulagem dos vinhos internacionais.

Ele reconheceu que a relação com os países que integram o Mercosul, em especial a Argentina e Uruguai, que fazem fronteira com o Rio Grande do Sul, não está satisfatória. “Temos tido uma relação difícil com os países do Mercosul. Vizinho não se escolhe, então temos que buscar a melhor maneira de lidar com a situação”, afirmou, antecipando que em março deverá haver encontro com os ministros da agricultura dos outros países.

Além disso, Mendes Ribeiro Filho anunciou que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) autorizou, por cinco anos, a utilização de um complexo de 73 mil metros quadrados da Ceasa Serra por agricultores na modalidade familiar. A medida auxiliará 1,4 mil trabalhadores e que devem produzir 34 mil toneladas de alimento hortifrutigranjeiro.

Ao lado do prefeito de Caxias do Sul, José Ivo Sartori, o ministro ressaltou a importância de se trabalhar ao lado dos agricultores. Ele reconheceu que para que as medidas sejam efetivas é preciso que o ministério esteja em contato direto com os trabalhadores e produtores rurais.

Depois do encontro com o prefeito, Mendes Ribeiro Filho palestrou na Câmara de Indústria e Comércio de Caxias, onde falou sobre as perspectivas do agronegócio brasileiro. A avaliação serviu para o ministro fazer um balanço dos seis meses em que está à frente da pasta.

Fonte: Correio do Povo