Fertilizante é orgânico e ajuda no crescimento das mudas do cacaueiro.
Sul da Bahia é a região que mais produz cacau no Brasil.

Um adubo feito a partir da casca do cacau é finalista de um concurso da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia. O fertilizante é orgânico e ajuda no crescimento das mudas do cacaueiro.

O sul da Bahia é a região que mais produz cacau no Brasil. Mas o principal resíduo da cultura quase sempre é descartado. Cada tonelada de amêndoa seca gera seis toneladas de casca.

Pesquisadores da Ceplac em parceira com estudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz resolveram estudar um destino útil para o material e desenvolveram um adubo a partir do que sobra da colheita. As cascas devem ser lavadas e cortadas em pedaços pequenos. Geralmente, após 120 dias as cascas começam a liberar potássio e outros nutrientes.

“O primeiro sinal é físico. A cor muda completamente. O segundo sinal é a falta de odor. Não tem mais cheiro nenhum. E as temperaturas não variam mais”, explica o agrônomo George Sodré.

Em seguida, as cascas são mexidas por 15 minutos para que fiquem mais uniformes. Em uma roça o processo pode ser feito com uma enxada. Segundo o pesquisador, também são colocadas minhocas na mistura que ajudam no desenvolvimento.

Na extração aquosa, as cascas decompostas são colocadas em um balcão de madeira com uma tela embaixo. Com a ajuda de um regador, é adicionada água limpa e sem cloro à mistura. O extrato, um líquido escuro que escorre devagar, é levado para uma estufa para secar. Depois, basta moer.

A solução pode ser aplicada com a ajuda de um pulverizador. Mas até agora os melhores resultados foram alcançados quando o líquido é jogado diretamente no solo.

As mudas testadas apresentaram o desenvolvimento mais rápido. Além de ser rico em potássio, o extrato tem zinco, manganês, nitrogênio, fósforo e magnésio. Ele pode ser aplicado em qualquer plantação. A invenção foi classificada em um concurso que selecionou trabalhos de toda a Bahia. O resultado deve ser divulgado em janeiro.

Fonte: Globo Rural