Escolha dos edifícios será feita pela CTCA e se dará a partir de alguns critérios.

Além do preço, outro benefício é a praticidade no pós-uso.
Além do preço, outro benefício é a praticidade no pós-uso.

A Prefeitura de São Paulo iniciou na última terça-feira (5) o Chamamento Público para que edifícios vizinhos ao Elevado Costa e Silva (Minhocão), região central, possam receber a instalação de jardins verticais. Poderão se candidatar condomínios que possuam empenas cegas (paredões sem janelas) que estejam localizadas a uma quadra do viário.

A escolha dos edifícios será feita pela Câmara Técnica de Compensação Ambiental (CTCA) e se dará a partir de alguns critérios, como o fato de a nova área verde proporcionar da poluição sonora e do calor no entorno.

Em março deste ano, a Prefeitura publicou o Decreto n° 55.994, que permite a conversão da compensação ambiental em obras e serviços, jardins verticais e coberturas verdes. Os recursos para a implantação dos jardins virão da Secretaria do Verde, por meio dos Termos de Compensação Ambiental (TCA) que as incorporadoras têm com a secretaria.

As cartas de intenção serão recebidas na sede da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente (SVMA), localizada na Rua do Paraíso, 387/389 – térreo, das 9h às 16h.

Benefícios dos jardins verticais

O jardim vertical é uma estrutura capaz de sustentar e manter vegetações sobre e paralelamente a superfícies verticais. Eles podem ser aplicados em qualquer superfície vertical, como muros, paredes e empenas cegas, pois se adaptam tanto em espaços internos como externos.

Além de melhorar a paisagem urbana, os jardins são capazes de contribuir na filtragem da poluição do ar e no conforto térmico, tanto do edifício onde está instalado, quanto do seu entorno. As plantas auxiliam também no controle da umidade, além de representarem uma significativa barreira acústica.

Não há riscos de infiltração para os locais onde o jardim está instalado. Ele também exige pouca manutenção, pois o sistema de irrigação é automatizado, e pode ser retirado posteriormente, sem que a superfície original seja danificada.

Fonte: Ciclo Vivo