Visita técnica à fazenda do Grupo Mutum encerra programação do Congresso SAF’s+10

Sistema agrossilvipastoril do Grupo Mutum, no Mato Grosso do Sul
Sistema agrossilvipastoril do Grupo Mutum, no Mato Grosso do Sul

Seguem abertas as inscrições para o Congresso Sistemas Agroflorestais e Desenvolvimento Sustentável: 10 anos de Pesquisa (SAF’s+10), evento que reúne especialistas nas áreas de pesquisa em sistemas agroflorestais com foco na Integração Lavoura, Pecuária e Floresta (ILPF).

Os inscritos poderão participar de palestras, debates e de painéis com cases de sucesso na área de ILPF no cenário nacional e internacional. A programação conta ainda com uma visita técnica à Fazenda Boa Aguada, do grupo Mutum, localizada em Ribas do Rio Pardo.

A propriedade é uma das pioneiras na implementação do sistema ILPF no Estado. Durante a visita os participantes poderão acompanhar de perto os trabalhos executados na fazenda, em especial acerca do Sistema Silvipastoril, que a fazenda desenvolve desde 2006. Só de florestas são 500 hectares plantados de clones de eucaliptos comercializados para produção de carvão, celulose e serrarias da região.

Para Moacir Reis, um dos responsáveis pela fazenda, as vantagens do uso de sistemas de integração na propriedade são inúmeras. “O sistema permite a diversificação de renda ao produtor, melhor aproveitamento do solo, conforto térmico para os animais e para as plantas, maior umidade e menor temperatura”, salienta Reis.

O produtor reforça, ainda, que é importante divulgar aos produtores rurais as novas pesquisas desenvolvidas na área, para que eles possam implementar ou continuar fazendo uso do ILPF de acordo com o que a propriedade permite. “No caso do nosso Estado é interessante conciliar a pecuária de corte com outra fonte alternativa de renda como florestas plantadas, que, por sua vez, também pode agregar valor a outros produtos” afirma.

O Grupo Mutum acredita ainda que deve aumentar sua área plantada em ILPF, e deixa o convite para que interessados em saber mais sobre Sistemas Silvipastoris conheçam a propriedade. “Deixamos as portas abertas para produtores e também a entidades de pesquisa que queiram conhecer melhor os projetos desenvolvidos com ILPF na fazenda”, finaliza Moacir Reis. Sobre o SAF’s+10

O congresso, uma realização da Embrapa Gado de Corte em parceria com a Fundação MS e o Grupo de Estudos em Sistemas Agroflorestais (GESAF/UFGD), aborda temas que vão desde os princípios básicos de implementação e manejo de sistemas integrados, até mesas redondas com casos de sucesso nesta área.
O encontro tem como objetivo criar fóruns de discussão entre participantes e instituições de pesquisa, compartilhando assim as informações existes acerca do tema.

Podem participar produtores rurais, técnicos, acadêmicos de graduação e pós graduação e empresários dos setores ligados à agricultura, pecuária e floresta e as inscrições para o SAF’s+10 podem ser feitas até o dia do congresso.

Fonte: Painel Florestal