As iniciativas da reflorestadora brasileira agora são destaques mundiais nesta publicação que é uma das mais respeitadas para o mercado de madeiras tropicais

Os workshops da Tropical Flora têm atraído produtores rurais e empresários de todo o País
Os workshops da Tropical Flora têm atraído produtores rurais e empresários de todo o País

Plantar madeira nobre é pensar na proteção do meio ambiente e enxergar grandes oportunidades de negócios no desenvolvimento da economia verde, com investimentos em pesquisas. Clichê ambiental ou não, este lema – defendido e praticado pela Tropical Flora Reflorestadora – proporcionou o aparecimento da empresa no noticiário internacional do setor.

A International Tropical Timber Organization (ITTO), que em português lê-se Organização Internacional de Madeiras Tropicais, no último mês de janeiro dedicou boa parte do seu noticiário mensal que é voltado ao Brasil para a Tropical Flora, destacando ações da empresa como a realização dos workshops em 2012, as estratégias de plantio consorciado em silvicultura com culturas agrícolas como café, pupunha e outras culturas e as campanhas de reserva antecipada de mudas de espécies como guanandi, mogno africano, teca e jequitibá rosa, entre outras.

Para Rodrigo Ciriello, diretor comercial da Tropical Flora, as iniciativas da empresa vêm fazendo o diferencial no setor de madeira nobre no Brasil, principalmente no que se refere ao fornecimento de mudas de qualidade. No noticiário da ITTO, instituição que foi criada em 1990 com a finalidade de equacionar o mercado de madeira nobre de forma sustentável, está estampado: “A demanda por ações de plantio de madeira tropical deve subir”. Na avaliação de Ciriello, o que a ITTO constatou é justamente o que vem sendo dito nos workshops de diversas formas.

No texto que foi destaque no mundo inteiro em janeiro, a ITTO diz que, “em 2012, a demanda por mudas de espécies de madeira de alto valor para as plantações superou as expectativas e que, para 2013, as projeções mostram que pode haver o triplo dessa demanda de acordo com a Tropical Flora Reflorestadora, uma empresa especializada na produção de mudas para plantio de madeiras tropicais”. Segundo Rodrigo Ciriello, o que a ITTO ressaltou é o que a reflorestadora vem fazendo, ou seja, o estímulo à produção de florestas de madeiras tropicais nobres com as campanhas de reserva antecipada de mudas, que, este ano, deve se encerrar em agosto.

Conciso, o texto publicado no boletim da ITTO diz ainda que “o investimento na chamada ‘economia verde’ está sendo promovido ativamente em eventos organizados pela Tropical Flora para fornecer informações sobre o potencial deste mercado”. Outro detalhe fundamental reforçado na reportagem está ligado ao plantio consorciado, quando é dito que: “especialistas florestais da empresa mostram que os agricultores poderiam plantar essas madeiras de alto valor consorciadas com o café, palmito pupunha e outras culturas para gerar maior renda no mesmo espaço de tempo”.

Para ler o boletim da ITTO na íntegra é só acessar o link: http://www.itto.int/mis_download/ e fazer o download. As notícias do Brasil estão na página 10. Além disso, nos 23 e 24 de março a Tropical Flora promoverá 7º Workshop sobre Reflorestamento Comercial com Madeiras Nobres. As inscrições já podem ser feitas pelo número (11) 4992-1228.

Fonte: Painel Florestal