Queda no valor do quilo do animal já é sentida nas granjas

suinoculturaA suspensão das compras foi anunciada no dia 21 de março. A Ucrânia deixou de receber a carne suína brasileira alegando que haveria contaminação pela bactéria listeria, que pode causar intoxicação alimentar grave no consumidor e, em alguns casos, levar a morte.

Os produtores estão preocupados. O embargo trouxe mais prejuízos para os independentes. A redução no preço dos suínos nos últimos 15 dias chega a R$ 0,90 por quilo. É o caso do suinocultor Darci Klein, de Aratiba, no norte do estado.

Depois de superar a crise do ano passado, a pior dos últimos 15 anos, onde os custos com alimentação dispararam e a carne desvalorizou, 2013 começou de forma mais animadora. Darci recebeu até R$ 3,30 pelo quilo da carne, mas sem os compradores da Ucrânia, viu o cenário mudar rapidamente.

No ano passado, os ucranianos compraram 24% da carne suína exportada pelo Brasil. Nos dois primeiros meses de 2013, a Ucrânia foi a segunda maior compradora do alimento produzido aqui.

Esta semana, uma comitiva de técnicos ucranianos está visitando estabelecimentos de carne suína no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Eles devem se reunir na sexta (19) com integrantes do Ministério da Agricultura para uma nova avaliação do embargo.

Fonte: Expresso MT